PROFISSIONAIS CONFIRMADOS

EDSON YABIKU

CASES INTERNACIONAIS

25 anos em posição sênior no escritório Foster+Partners, em Londres, desde 2006 como sócio. Portfólio inclui uma grande variedade de tipologias de projetos, escalas e contextos climáticos e culturais. Projetos desenvolvidos no Reino Unido, Austrália, Estados Unidos, Oman, Qatar, Malta e Brasil e diversos trabalhos finalizados no Japão, China, Singapura, Emirados Árabes Unidos e Mônaco.

ANDREA DE PAIVA

NEUROARQUITETURA: IMPACTOS DO AMBIENTE NO BEM-ESTAR 

Professora da FGV e FAAP. Co-autora do livro Triuno: Neurobusiness e Qualidade de Vida.

KARDEC BORGES

HOSPITALIDADE / CASE HARD ROCK HOTEL

Diretor Executivo na UNYT Arquitetura de Resultados. Presidente AsBEA-GO.

ANTONIO MACÊDO FILHO

CERTIFICAÇÃO WELL

Green Building & Wellness Expert-LEED AP  / WELL AP / WELL Faculty / DGNB Consultant.

MICHELLE BEBER

BEM-ESTAR EM WORKSPACES

Gerente de Gestão de Projetos na INVESPARK EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS

GUILHERME TAKEDA

CRIATIVIDADE COM NEUROCIÊNCIA

Diretor da Takeda Design 
e professor da UNISecovi e FGV.

GUSTAVO ARNS

CURITIBA – A CIDADE DA FELICIDADE

Idealizador do Congresso Internacional de Felicidade e do Festival de Felicidade, é também fundador da Escola Brasileira de Ciências Holísticas. Criou o Centro de Estudos da Felicidade, é coordenador do GBA Felicidade, professor da Universidade Positivo e da Pós Graduação em Psicologia Positiva da PUC-RS e também professor convidado do Wholebeing Institute.

Ana Paula Vilas Boas

OTIMIZAÇÃO DE ESPAÇÕES DE TRABALHO

Tem 20 anos no mercado da Arquitetura, nas áreas de Projeto Arquitetônico e Arquitetura de Interiores de ambientes residenciais e comerciais. Hoje integra a equipe da Proa Arquitetura Integrada, onde vem se dedicando a projetar espaços corporativos

GUSTAVO PINTo

ARQUITETURA HOSPITALAR MAIS HUMANA

A mais de duas décadas desenvolvendo e executando projetos residenciais, comerciais, industriais, hospitalares e públicos como: Hospital Pediátrico para o Estado do Paraná, Industria Posigraf, Centros Esportivos Gustavo Borges.

BIA RAFAELLI

SAÚDE E BEM-ESTAR COM A BIOFILIA

Arquiteta com mais de dez anos de experiência, realiza palestras sobre o Design Biofílico e elabora workshops e cursos para o aprendizado e prática do assunto. Mentora para equipes de projetos com a biofilia em mente: como a nossa saúde e o bem-estar estão intrinsecamente ligados à conexão com a natureza.

MARCOS LEITE BASTOS

A ARQUITETURA DE CONTAR HISTÓRIA

Tem mais de 40 anos de experiência em Arquitetura, Retrofit e Restauro e Planejamento Urbano. Principal Arquiteto em uma grande quantidade de projetos nos mercados de Hospitalidade, Saúde, Terapia de Prótons, Comerciais e Uso Misto, Edifícios Residenciais Multifamiliares e Unifamiliares.

GERSON CARLOS DA SILVA

NEUROCIÊNCIA E O MERCADO IMOBILIÁRIO

Atua no mercado imobiliário desde 1982. CEO da Galvão Vendas de Imóveis e GV Liga. Co-founder da Cinco Incubadora e Aceleradora, focada em  Propretch, Construtech, Arquitech e Greentech. Participou no desenvolvimento de 193 empreendimentos imobiliário, desde a escolha de terreno, conceito, vocação do produto, estratégias de marketing e vendas.

LEILA VENTANILA

A INFLUÊNCIA DA ARQUITETURA HOSPITALAR NO BEM-ESTAR

Atualmente atua na empresa americana Perkins+Will. Tem mais de 20 anos de experiência na área da saúde, atuando em todas as fases do projeto, desde plano diretor até acompanhamento de obra. Desenvolvimento de concepção, fluxos e layouts de empreendimentos de todos tipos e portes. Definições de Premissas Pré-operacionais para embasamento do projeto. Experiência em compatibilização de projetos complementares. Coordenação e desenvolvimento de grandes complexos hospitalares, UPAs, laboratórios, ambulatórios, hospices e ILPIs (Instituição de Longa Permanência para Idosos).

MARTIN HAAG

O BEM-ESTAR ESTÁ NA MODA

Licenciado em Filosofia pela UFRGS. Mestre em Marketing PPGA/UFRGS. Diretor-geral da EscalaCity.com. Carreira de planejamento de comunicação e estrategista de negócios. Larga experiência em análise de comportamento e conceituação de produtos e marcas.

REGINA BRUNI

A INFLUÊNCIA DA LUZ NA EMOÇÃO DAS PESSOAS

Escritório de soluções em Lighting Design em São Paulo e Curitiba. Atua há 30 anos como luminotécnica. É consultora de produtos para grandes distribuidores de iluminação. Executou projetos diversificados nas áreas residencial, corporativa, comercial, industrial e hospitalar. Obras corporativas e residenciais em 18 estados brasileiros, EUA, Portugal, França e Suiça.

FELIPE ABBUD

O LUGAR DA NATUREZA NAS CIDADES DO FUTURO

Arquiteto paisagista, trabalhou em projetos nas mais variadas escalas, em diversas localidades do Brasil: Condomínios Residenciais Horizontais e Verticais; Edifícios Comerciais, Institucionais, Administrativos; Shopping Centers; Flats, Hotéis; Residências; Áreas Industriais; Planejamento de Loteamentos; Planejamento Urbano.

Murilo Laerte Toporcov

Arquitetura corporativa e biofilia no 6º andar

Sócio e Diretor Executivo da IT’S Informov, empresa de arquitetura, engenharia e design, com 27 anos de mercado. Apaixonado por workplace e inovação, Murilo foi peça fundamental para o desenvolvimento do Sistema Turnkey Informov, o qual cobre todas as etapas do processo desde a conceituação de um projeto de arquitetura até a obra completa.

João Luiz Garcia

IMPORTÂNCIA DA ARQUITETURA EM 
EMPREENDIMENTOS DA SAÚDE

Possui graduação em Medicina pela Universidade Gama Filho (1989), Especialização em Otorrinolaringologia pela Universidade Federal do Paraná (1992), Mestrado em Clínica Cirúrgica pela Universidade Federal do Paraná (1996) e Doutorado em Clínica Cirúrgica pela Universidade Federal do Paraná (1997). Atualmente é Diretor Clínico do Hospital Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO) e professor do Departamento de Otorrinolaringologia na Universidade Federal do Paraná.

LEONARDO HAUER

Hug House

Sócio fundador do AXAA5 Laboratório de Arquitetura em 2017 aonde atua como diretor de novos negócios. O AXAA5 engloba arquitetura predial, paisagismo e interiores, gerando um intercâmbio disciplinar criativo desde a concepção do projeto, além de facilitar as operações do cliente.

TEMAS

HOSPITALAR

Em um ambiente hospitalar considerado por muitos um espaço hostil, formas de amenizar essa realidade de conflitos entre os diversos envolvidos como pacientes, médicos, enfermeiros e familiares são necessárias para um ambiente equilibrado com um nível de desempenho e qualidade para as pessoas presentes. É essencial que através de ferramentas da arquitetura positiva, sejam projetados espaços que atendam não só as necessidades básicas funcionais, que são fundamentais, mas também atendam as carências psicológicas, físicas e humanas para um melhor tratamento e recuperação dos pacientes. Estudos comprovam que não só a inovação na medicina e novas tecnologias para doenças são parte do tratamento para os pacientes. Ambientes projetados com elementos estratégicos ajudam na recuperação e no bem-estar dessas pessoas, na diminuição de erros médicos e na produtividade dos funcionários. Um desses estudos é do Center for Health Design (CHD), na Califórnia. 

 

Uma instituição que propicia ambientes benéficos para pacientes e pessoas que trabalham nesses espaços. Mudanças como acesso a luz natural, estratégias de design de mobiliário, uso de materiais naturais e mudanças na comunicação visual, acabam por gerar em média 95.7% de satisfação entre os pacientes, reduzem em 11% o nível de infecções em um hospital, criam uma maior satisfação dos funcionários no ambiente de trabalho e aumentam as chances de acelerar o tratamento dos pacientes em 30%. Essas mudanças estão cada vez sendo mais necessárias e frequentes, e o mais importante, elas estão criando mudanças positivas.

 

 

HOTELARIA

 

Em uma realidade onde a indústria hoteleira concorre com diversas empresas de hospedagem como AIRBNB, VRBO e HOMEAWAY, faz com que as redes hoteleiras sejam instigadas a buscarem experiências mais autênticas e memoráveis, saindo dos padrões mais racionais, funcionais e estáticos. Em um mercado onde 79% das pessoas acreditam que viajar é parte essencial da vida e com uma previsão que em 2030 haverá mais de oito bilhões de pessoas no mundo e 20% vão estar viajando, de acordo com The Leading Hotels of the World (LHW). A entrega de experiências e autenticidade é de extrema importância. 

 

O Hotel Parkroyal on Pickering em Singapura, é um exemplo que utiliza da biofilia como elemento de design para criar experiências positivas de interações entre os hóspedes e a natureza. O que torna o espaço mais valorizado, já que atende as necessidades biológicas e emocional nativa no ser humano na conexão com a natureza. Benefícios como o bem-estar, relaxamento, produtividade e criatividade, são constatados. Estratégias biofílicas como a imersão da pessoa em uma identidadecultural e regional através de greenwalls, terraços com jardins, presença da água, recursos visuais e não visuais que remetem a natureza e padrões biomórficos em sua arquitetura, acabam por impactar e impressionar os visitantes e gerar um florescimento pessoal. 

ESPAÇOS DE TRABALHO

Até recentemente as emoções e sentimentos em ambientes de trabalho não eram levadas em consideração, sendo vistas como uma distração. Esses ambientes tinham que transmitir uma ideia de espaços racionais, contidos e lógicos. Hoje em dia, esse pensamento está mudando, ambientes corporativos estão cada vez mais preocupados com o bem-estar dos seus funcionários, visto que a jornada de trabalho no Brasil é considerada uma das mais altas. Exemplos como a Google, a Amazon e o Wework já utilizam dessas estratégias de design nos seus ambientes de trabalho. Recursos como a iluminação natural, presença visual e sonora da água, texturas naturais e a aplicação de muita vegetação, ajudam no aumento da qualidade de vida dos funcionários, aumentando em 6% a produtividade, em 15% a criatividade e também na queda de absenteísmo dos trabalhadores. 

 

Conceitos da neuroarquitetura e biofilia então cada vez mais presentes nesses espaços, auxiliando no desempenho das funções, humor, tomada de decisões e rendimentos. O ambiente construído de trabalho está diretamente ligado ao desempenho do funcionário e o comportamento que ele exerce é resultado não somente das relações pessoais, mas também onde ela está inserida.

HABITAÇÃO

Em um contexto da sociedade nos dias de hoje, que priorizam cada vez menos os espaços naturais, que consome em maior quantidade, que trabalha mais exaustivamente e que é menos feliz, ela reivindica que estratégias sejam aplicadas para um melhor bem-estar e que impacte positivamente na vida das pessoas. Estudo realizados em Baltimore City, Maryland, nos Estados Unidos mostram que a convivência e o acesso ao ambiente natural sempre geram um alto nível de satisfação entre as pessoas. 

 

Estratégias da neuroarquitetura como o aumento da biodiversidade, integração da água nos espaços, a estimulação de interações sociais positivas e a ação de surpreender os usuários com algo inesperado, acabam por elevar o nível de felicidade nas pessoas e consequentemente permitindo que comunidades e indivíduos prosperem. 

CIDADES

Se levarmos em consideração o tempo que passamos da nossa vida dentro de um ambiente construído, a importância desses espaços é de total relevância para a nosso bem-estar. A neurociência explica que a qualidade de vida não é só dependente das relações interpessoais, mas também do meio onde a pessoa está inserida. O comportamento é consequência também do espaço em que se encontra, seja uma situação social ou física, real ou imaginária. Dessa forma, essas experiências estão ligadas na percepção de sensações sensoriais no qual o cérebro identifica e traduz para as pessoas.

 

Essa relação entre o cérebro e o ambiente construído é resultado de diversas estratégias que afetam de maneira automática e inconsciente para um maior bem-estar e florescimento pessoal. Elementos como o som, ar, luz natural, água, plantas e cores, resultam na potencialização do desenvolvimento pessoal de cada indivíduo, seja no físico, mental ou comportamental. 

CONTATO: 

FONE: (41) 996262027 
e-mail: contato@cbaf.com.br